contato@iptaquara.com.br

Sobre

Doces lembranças

Mais um aniversário da IPT…. as vezes penso que é meu aniversário também.  Minha história ora se confunde, ora caminha paralela. O ano era 1974. A IPT era um embrião. Nascia a Congregação.

O ano era l978 e agora era a Igreja Presbiteriana da Taquara em meio a muita alegria e gratidão.

Neste terreno cheio de barro, participamos do lançamento da pedra fundamental para a construção do templo, mas a verdadeira Pedra Fundamental estava desde o princípio apontando o caminho.

Pastores que apascentam. Presbíteros que orientam. Diáconos que socorrem. Mulheres auxiliadoras, que estendem a maternidade a filhos adotados no coração. Os Jovens no papel que lhes cabe, com alegria e esperançosos.  Os filhos se casam e trazem seus filhos, que são batizados num domingo festivo. Herança do Senhor!

Novos membros de juntam.  E o Senhor vai acrescentando, dia a dia, e a IPT segue sua caminhada.

Mutirões para fazer avançar a obra, almoços para arrecadar recursos, festas na roça, seminários de inverno, série de conferências, assembléias para eleição de pastor, presbíteros e diáconos.

Escolas Dominicais sempre buscando o verdadeiro ensino.

Professores que marcam a alma e coração dos pequenos.

Encontro de Casais, vivemos consertos e reencontros.

Retiros de carnaval, já nos preparativos havia prenúncio de alegria sincera.

Cultos de gratidão, quantas bênçãos contadas!

E o Coral segue perseverante em declarar “Tu és fiel Senhor, nunca mudaste, nunca falhaste!”

E os instrumentos que ganham vida com o toque de mãos que o Criador capacitou.

Quantos aniversários celebrados na igreja. Porque com a Igreja, a comunhão acontece.

A EBF para jogar a semente no coração dos pequenos. É o chamado da IPT. Se a semente vai brotar? O Jardineiro sabe.

Ah… as reuniões de oração, o coração é um só.

Nos ensaios para as cantatas de natal, é verdade, Deus conosco.

Viradas de ano, e em seguida a ceia comunitária. Tudo repartido!

Também choramos, perdemos, nos entristecemos.

A solidariedade marcou mais que os danos que a chuva trouxe com a enchente que atingiu o bairro.

Mas temos o Consolador.

É verdade, não somos uma igreja perfeita, pois nós os fazemos a IPT somos imperfeitos.

Estamos em marcha, queremos estar perto, mui perto do nosso Deus.

Queremos imitá-lo.

Queremos ouvir: Muito bem servo bom e fiel! Pode chegar!

Enquanto este dia não chega, celebremos mais este aniversário com gratidão.

Obrigada meu Deus.